Pesquisar neste blogue

2011-06-28

14ºCap. Tudo ou nada

Pessoal... este é o último capitulo da primeira fanfiction do blog (tudo ou nada).
É sempre bom se deixarem um comentário a dizer se gostaram ou não, o que se podia melhorar, ideias para uma fanfiction nova, vocês é que sabem o que comentam!
Espero que tenho gostado!

Décimo quarto / Último capitulo - Chuva de sangue

Shelly
No dia da partida da equipa sete, agora com um novo membro, a Shelly, estava a chover não muito mas estava.
-Vamos partir num dia de chuva? –Perguntei.
Naruto abana a cabeça em gesto de confirmar.
-É um bocado chato eu sei…-Comentou a Sakura.
Abriram-se os portões, eu, a Sakura, o Naruto e o Kakashi-sensei saímos de Konoha. Também chovia lá fora e com mais intensidade, mas Naruto estava decidido a procurar Sasuke tal como Sakura.
O Naruto e a Sakura tinham 15 anos, eu tinha 19.
Sentia-me estúpida a cada passo que dava, não tinha a companhia da Lin, ou do Zang, ou até mesmo do meu antigo Sensei, não estava a gostar nada da mudança… simplesmente adorava a minha antiga vida.
Eu começava a ser o centro dos olhares, a minha cara estava mesmo a dizer o que sentia…
A Sakura preocupada, afasta-me dos outros e fala comigo.
-O que tens? Que cara é essa?
-Nada, não se passa nada… -Estava a mentir-lhe. –Estou assim porque tenho saudades do Zang, mais nada… -Suspirei.
-Ah… Entendo, mas lembra-te que estou sempre ao teu lado, seja para o que for.
Voltamos a juntar-nos com os outros e eles olhavam-nos com curiosidade.
Andamos todo o dia, quando chega o pôr do Sol é altura de começar a procurar um sitio para dormir.
O Naruto vê uma arriba e começa logo a dizer aos saltinhos:
-Vamos dormir ali naquela arriba! Por favor! É tão fixe!
-Estás doido?! E se aquilo cai abaixo??? –Comentou a Sakura.
-Anda lá! Faz isso por mim…
Ele pôs os olhos a brilhar e fixa o olhar nela, ela cruza os braços e solta um pequenino “está bem” por entre os dentes.
Não chovia, já nos tínhamos afastado suficientemente da nuvem.
Montámos os sacos de cama lá em cima da arriba, cerca de 5 metros de distância da beirinha.
Em baixo da arriba, havia água e pedras e se alguém por acaso caísse numa dessas pedras tinha morte súbita.
Eu, Shelly, não me estava a sentir lá muito bem, por acaso estava a adorar a ideia de dormir numa arriba, mas estava sempre a confundir o Naruto com o Zang, o cabelo era praticamente igual, os olhos nem se fala, e o sorriso era uma cópia exata.
Passei algum tempo a olhar para o rosto dele, ele estava ao meu lado, do outro lado estava o Kakashi-sensei.
Decidi olhar para as estrelas, e ligando-as parecia estar a ver a “contelação Zang”.
Porquê ele, e porque não alguém que tenha feito mal? Porque é que o Zang teve de ser assassinado mesmo á minha frente? Porquê?
Começam a cair-me lágrimas pelo rosto abaixo, e começo a ficar irrequieta.
De repente ele dá uma volta e fica de costas voltadas para mim.
Parece que me acalmei naquele instante, mas pouco depois lá estava eu sempre a pensar no Zang e no Naruto.
Não sei como, mas acabei por adormecer.
Quando acordo, era muito cedo, o Sol ainda estava a nascer. Levantei-me e ajeitei as minhas roupas.
Bocejo e sento-me mesmo na beirinha da arriba e fico por instantes a apreciar o mar.
De repente a pedra onde pousava o meu pé cai e eu quase que ia ter morte certa, mas saltei para cima imediatamente e fico em pé a olhar para a pedra a cair.
Com o barulho todo e com o meu mini grito, alguém acorda. Viro-me para trás e vejo que era o Naruto a sair do saco de cama e viro-me logo para a frente.
Ele vai ter comigo e eu começo a ficar nervosa.
-O que fazes acordada tão cedo?
Não respondi, e tentei sorrir mas não consegui a minha cara demonstrava tristeza e confusão.
-Vá-la, diz-me o que tens… Sou teu amigo! –Ele sorriu, com o sorriso maroto com a mão na cabeça: típico dele.
-Eu… -Finalmente soltei alguma coisa da minha estúpida matraca. –Eu…
Ele fica á espera que diga alguma coisa, o que me deixa ainda mais nervosa.
Estava tão nervosa e tão louca, a consequência foi simples:
Agarrei-o e dei-lhe um beijo na boca.
Ele ficou de olhos abertos, eu estava tão confusa com o que tinha acabado de fazer, acho que estava a endoidecer…
E para remediar disse:
-Desculpa…
Ele não falou nada, olhei para a água abaixo da arriba e pensei "agora é tudo ou nada!", e escolhi o nada...
E aí dou-lhe um empurrão para ele cair para trás no chão e atiro-me para as rochas.
Enquanto caía, fiz um jutso para acelerar a minha queda, e quando caí saltou tanto sangue que até parecia chuva de sangue.
Narrador
O Naruto gritava lá de cima por ela e chorava.
A Sakura e o Kakashi acordam e ficam surpreendidos pela chuva de sangue. Correm imediatamente para junto dele  para ver se estava bem e aí dão pela falta da Shelly e quando olham lá para baixo vêm sangue, muito sangue nas rochas e na água já nem se via o corpo dela.
-Naruto! O que aconteceu?? –Disse Sakura enquanto Kakashi descia cuidadosamente para lá baixo.
-Ela…
-Ela o quê!?
-Beijou-me e atirou-se abaixo e ainda acelerou a queda! –Disse chorando.
Ela fica sem reação mas porém uma lágrima cai-lhe dos olhos.
-Kakashi! Ela! O que aconteceu ao corpo dela?!! –Gritou Naruto.
-Lamento, mas ela suicidou-se, e agora não há remédio… -Respondeu de lá de baixo.
Ele dá um murro forte no chão que até faz a Sakura estremecer de medo pois a arriba podia cair. Ela tira Naruto dali de cima e encosta-o a uma árvore.
-Eu… Eu não acredito! Shelly! –Gritou.


Na vida há momentos que se tem de escolher algo, por vezes é tudo ou nada, cuida sempre de fazer a decisão certa, ou seja, segue o teu coração...

4 comentários:

  1. Adorei estava demais!Só tenho é pena da Shelly,coitada morreu.

    ResponderEliminar
  2. Esta lindo adorei chorei chorei chorei pela morte da Shelly mas percebi o lado dela mesmo que ponha o risco de morrer(o que aconteceu mesmo )ela o fez:'(


    Bye Bye :3

    ResponderEliminar

Ao comentar estás a ajudar este blog, é um pequeno gesto que dá mais vida ao blog e com certeza me deixará feliz! :)

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...