Pesquisar neste blogue

2011-07-30

12º Capitulo até ao fim

Décimo segundo capitulo – O demónio

Sugestão de música:

Stan Walker - Black box


Link: http://www.youtube.com/watch?v=AX2kp2FDCK8

(Se a música acabar e ainda estiverem a ler ponham-a de novo e continuem)


Ina

Quando acordei só estava o Naruto no quarto a dormir, sentei-me na beira da cama com os cotovelos apoiados nas pernas e a segurar a cara com as mãos e a olhar para ele que estava deitado na cama mesmo á frente dos meus olhos.
“Eu amo-te” aquilo não me saia da cabeça, fechei os olhos e sorri a imaginar aquele beijo de ontem.
-Estás a dormir?- Perguntou-me alguém sentando-se ao meu lado.
Aquilo assustou-me imenso que quase que saltava, alevantei-me como um tiro e vi quem era.
-Ah! És tu, Naruto… ias-me matando!
Sentei-me ao lado dele e olhei-o nos olhos.
-Aquilo de ontem… Já tinha acontecido antes?
-Sim… Desde que não te via, há muito tempo…
-Assim tanto tempo?
-Sim, já lá faz… humm… quatro anos!
-Eu até te pedia para me contares, mas se calhar é melhor ir ter com eles, já deve ser para ir…
-Claro.
Ia-me alevantando, mas senti que me tinha esquecido de alguma coisa. Dei-lhe um beijo na boca quase imparável… até que me afasto e sorri para ele e fomos para lá fora.
-Lá estão eles os dois… -Disse kakashi sempre olhando para o livro dele. –Faz-me lembar um capitulo…
De certeza que se estava a referir a um capitulo do livro, não me importo dos comentários dele e da Sakura, sei é que perdi a memória e se ele não gostasse de mim fazia de conta que não me conhecia, mas foi ele quem me beijou ontem e disse que me amava… Isso foi tão importante para mim!
-Hora de regressar a Konoha! –Disse a Sakura.
Kakashi subiu para cima de uma carroça de bois e disse:
-Subam, não temos tempo a perder!
Olhei para semelhante carroça e quase que me caiam os dentes todos de uma vez!
A Sakura que já estava a ir a pé para o outro lado ficou parada com uma perna alevantada pronta para dar outro passo e com os olhos arregalados.
O Naruto agarrou na cabeça com as mãos e fico de boca aberta.
-O quê!!! –Gritou a Sakura. –Nisso?
Ele sorriu e disse:
-Sim, subam lá.
Ela subiu toda arrasada e sentou-se num monte de palha, logo de seguida fui eu e o Naruto e não estávamos com melhor cara.
-Animem-se, daqui a uma hora chegamos a Konoha!
-Isto vai ser a maior vergonha da minha vida! –Suspirou a Sakura.
Pelo caminho ouvimos barulhos estranhos.
-O que é este barulho?- Perguntei.
-Devem ser os bois! –Disse Naruto a rir-se.
-Não gozes! Parece um animal!
-Sim, sinto algo a aproximar-se… -Disse Kakashi.
-Com que então são os bois, Naruto! Até o Kakashi disse.
-Não me trates por Kakashi, não estou habituado, não és minha aluna mas trata-me por Kakashi-sensei.
-Está bem.
No mesmo momento que disse aquilo um falcão gigante sai debaixo da terra e tenta atacar Naruto.
Nem pensei duas vezes, peguei numa Kunai com explosivo, atirei-a para o falcão e meti-me á frente do Naruto.
Aquilo arrebentou quando entrou em contacto com o falcão e só se viu argila pelo ar.
-É o Deidara! –Gritou a Sakura.
-Outra vez! –Disse o Naruto.
Não sabia do eles estavam a falar, pensei apenas num bom plano para o apanhar.
-Já sei! –Gritei. –Lembro-me de já ter lutado com uns pássaros assim!
 O dito “Deidara” atirou uns pássaros pequenos na direção do Naruto e peguei num monte de palha e atirei-o para os pássaros e eles arrebentaram ao entrar em contacto.
Estava a seguir o meu instinto, e isso fazia começar a lembrar-me dos Jutsus que aprendi.
-Lembras-te? Perguntou o Naruto.
–Lembro-me de alguma coisa, tipo os Jutsus que aprendi!
As coisas começavam a ligar-se! O nome Deidara não me era estranho, e aquelas aves de argila…
-Naruto! Eu já lutei com ele! Foi ele que me projetou com uma das aves bomba para o meio da cidade!
Não me devia ter distraído a falar com ele, o Deidara apanhou-me com uma das aves.
-Larga-a! –Gritou Naruto.
Tinha as mãos presas e não consegui-a chegar aos selos explosivos para mandar tudo pelo ar, não conseguia fazer nada conforme ele me apanhou.
O Deidara diz:
-Hum… Ela morre se não te renderes a mim!
Porque será que ele quer o Naruto?
Ele ficou paralisado, se atacava o Deidara matava-me, mas não se podia render…
O Deidara estava em cima de uma ave ao lado da que me tinha apanhado e vai até a minha beira e aponta-me uma Kunai ao pescoço.
Lá em baixo o Naruto estava em grandes nervos e a pele dele começou a desformar-se… Pouco depois já nem tinha pele e tinha apenas um esqueleto com um chakra vermelho a preencher e parecia uma raposa, pouco a pouco iam aparecendo algumas caudas até que ficaram seis.
 Mas o que é aquilo? Não, não acredito! O Naruto parece um… um monstro!
Naquele estado que estava admirou-me de poder falar e disse com uma voz grossa:
-Larga-a e luta comigo!
-É isso que queres? –Perguntou o Deidara.
A ave largou-me daquela altura e pensei que ia morrer. Mas o Naruto colocou-se onde eu ia cair e não me magoei.
Olhei para ele… naquele estado, nunca tinha visto tal coisa… Eu… Eu estou com medo dele, não o reconheço só com o chakra e osso.
-Naruto?
Ele nem ouviu, virou-se para o Deidara e saltou para cima da ave dele e deitou-o abaixo. Saltou também e deu mais um impulso á queda dele.
-Tobi! Onde te metes-te! –Gritou o Deidara.
De trás de uma árvore aparece um homem de fato com nuvens vermelhas igual ao do Deidara, com uma máscara na cara e com um andar meio á tolo.
 -Deidara-senpai! O que lhe aconteceu?!? –Gritou a correr para ele.
-Seu estúpido! Olha para o teu lado direito!
Ele ficou com medo e disse:
-Lindo cãozinho! És um cãozinho que não morde… -Virou-se para trás e disse em tom de voz baixo. –Espero eu!
Ele começou a correr feito tolo.
-Seu cobarde!!! Anda ajudar-me pá!
A Sakura começa a rir-se, come ela pode estar tão descansada com o Naruto assim? Será que é normal?
Estava a começar a sentir-me mal e cheia de medo, estava deitada conforme cai das costas dele, tinha tonturas e vontade de vomitar, devia ser da impressão que me metia só de ver a pessoa que amo naquele estado…
Acabei por ficar inconsciente.
_ _ _

-Ina? Estás bem? –Acordei com a Sakura a dar-me estaladas na cara.
-O Naruto? –Perguntei.
-Ainda está a tratar do Deidara e do Tobi.
-Ainda?
-Sim, ele e o Kakashi-sensei, têm que o fazer dizer tudo se não têm que os matar!
-Não, estou a perguntar se ele ainda está com aquele chakra vermelho…
Ela olhou para trás e disse:
-Pelos vistos está!
Alevantei-me e olhei para lá. Ele estava a prender o Tobi com as quatro patas , o Kakashi-sensei estava com uma Kunai ao pescoço do Deidara. Ainda consegui ouvir o Kakashi-sensei a dizer para o Naruto:
-Podes matá-lo.
Ele cortou-lhe o pescoço com as garras e o Kakashi-sensei com uma Kunai. Os dois morreram logo.
O Naruto aproxima-se de mim e da Sakura naquele estado ainda.
-Afasta-te de mim! –Gritei a chorar.
Ele recuou um pouco e começou a voltar ao normal, caiu para o lado já sem forças.
A Sakura olhou para mim e disse:
-Vai lá, ele não te faz mal.
Ela agarrou-me no braço e puxou-me até lá, largou-me e foi para a beira do Kakashi-sensei.
-Não era preciso teres invocado tantas caudas, Naruto! –Disse Kakashi-sensei.
Ele e a Sakura foram até aos corpos do Deidara e do Tobi revistá-los e deixaram-me á beira do Naruto.
-Eu…não…te…faço… mal –Disse com as poucas forças que tinha.
-Nem mesmo todo descontrolado como estavas?
-Juro!
Eu estava a escorrer de lágrimas, era tão assustador para mim vê-lo como ele estava, mas fico descansada por me dizer que nunca me faria mal!
Ele abre os olhos e diz:
-Foi…para…te…proteger…
-Mas ele queria-te a ti!
Ele já ia falar, mas não queria que se cansasse e disse:
-Não, não te canses a falar, contas-me depois.
Limpei as lágrimas e abracei-o contente por ele já estar normal.

2 comentários:

  1. Yo, adorei o seu blog, eu ja estou seguindo ele, se quiser ver o meu *e seguir :P*:
    http://tudosobreanimeemanga.blogspot.com

    ResponderEliminar
  2. Está muito bom o capitulos, aliás como todos os outros ^^

    Catarina

    ResponderEliminar

Ao comentar estás a ajudar este blog, é um pequeno gesto que dá mais vida ao blog e com certeza me deixará feliz! :)

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...