Pesquisar neste blogue

2011-07-15

4º Capitulo até ao fim

Quarto capitulo – adeus!

De madrugada, Carina acorda antes do Naruto e vai-se embora sem avisar.
Umas horas depois, Naruto acorda, ele não sabia que ela tinha dormido á beira dele. Abre os olhos e olha em seu redor e não a vê.
-Já se foi embora? –Pensou. –Mas que dor de cabeça… -Disse tocando a sua testa.
Saiu da cama e vestiu-se, foi dar uma volta á procura dela ainda sem comer.
Procurou-a por todo o lado, mas não a viu. Foi comer o pequeno almoço num restaurante lá perto.
-Então Naruto, hoje vens aqui tomar o pequeno almoço?
-Sim…
Ele hesitou um bocado mas acabou por perguntar:
-Não viu nenhuma rapariga de cabelo laranja avermelhado e comprido, chamada Carina?
O homem do restaurante pensou um bocado e respondeu:
-Acho que sim, é uma rapariga um pouco mais alta que tu, usa uma roupa meia castanha e cor de rosa?
-Isso mesmo! Para onde ela foi?!
-Só a vi a passar por aqui, seguiu para ali.
Naruto desapareceu de repente e só ficou uma nota a voar deixada por ele.
Ele correu a toda a velocidade, e pelo caminho encontrou o Sasuke.
Abrandou e escondeu-se atrás de um poste.
-Ela deve estar por perto… -Pensou. –Aih! Eu sou mesmo estúpido! Gosto de duas raparigas doidas pelo Sasuke! Maldito!
Viu que ele estava á espera da Sakura, pois quando ela apareceu deu-lhe um beijo nos lábios e seguiu caminho com ele. Passaram esmo á beira do Naruto sem se aperceberem da presença dele.
Naruto ficou outra vez triste… Enquanto quase que chorava alguém toca-lhe no ombro.
-Olá! –Disse toda espevitada a Carina.
Ele olhou para ela, e disse:
-Saíste sem dizer nada…
-Olha, temos que conversar… Sobre o beijo de ontem…
Ela estava quase a dizer para fazer de conta que não aconteceu, mas ela própria decide beijá-lo novamente.
Aproxima-se ainda mais dele, e aquela sensação calorosa volta a inundá-los. Pousa as suas mãos nos ombros dele e dá-lhe um beijo nos lábios.
A Sakura e o Sasuke que tinham acabado de passar por eles, ouvem um barulho qualquer e olham para eles os dois a beijar-se.
-Aquele é o Naruto?- Perguntou Sasuke.
-Sim, mas não sei quem é a rapariga… parece da idade dele mas não usa a fita ninja, não deve ser de cá.
-Já não tens mais de te preocupar se ele está triste ou não, já arranjou alguém.
Os dois continuaram a caminhar.
-Não era bem isto que eu te queria dizer… -disse Carina afastando-se dele.
-Diz lá!
-Nada, são coisas minhas…
-Se tu o dizes!
-Tenho que ir…- Disse começando a correr pelo caminho adiante.
Ele encolhe os braços e vai dar uma volta sozinho.
Pelo caminho ela encontra o Sasuke e a Sakura, e no preciso momento em que passou por eles, o Sasuke agarra-a num braço e para-a.
-Quem é que tu pensas que és!!! –Berrou ainda sem reparar quem era.
-Sasuke… -Pensou Sakura.
-Eu quero saber quem és tu. –Disse Sasuke. –O que é que estavas a fazer ontem á noite enquanto eu e a Sakura passeávamos?
-Eu…? –Disse tentando passar despercebida. –Eu estava em casa! –Mentiu, porque na verdade estava a segui-los.
Ele riu-se sarcasticamente e disse:
-Eu raramente me engano, e sei que eras tu que nos estavas a seguir, o que é que queres?
-Nada, nada! –Disse aflita. –Eu estava a ir para casa dum amigo meu, mais nada!
Ele calou-se e entretanto a Sakura falou:
-Tu és namorado do Naruto, certo?
-Que te disse isso?!
-Vi-te ali atrás aos beijos…
-Não, foi só um beijo, não sou namorada dele!
Ela calou-se também e deixou-a seguir.
Continuou a correr e a pensar:
-Maldito! Conseguiu aperceber-se que eu o seguia! Sou namorado do Naruto?... N’á, aquilo foi só um beijo.. que já vai no terceiro… e me deixa doida… mais nada! Eu estou tola de vês!
_ _ _
Já a anoitecer, Naruto estava a dar uma volta sozinho e pensativo por perto dos grandes portões de Konoha.
Ouviu os portões a abrirem-se e olha para eles. Vê um casal com grandes malas ás costas a arrastar uma rapariga para fora dos portões, olhou mais atentamente e viu que essa rapariga era a Carina. Correu até eles e soltou-a deles segurando-a pelas costas.
-Naruto… -Disse Carina alevantando a cabeça cheia de lágrimas para ele.
Ele olha para ela e para o casal e diz:
-O que vocês querem dela?!?
O casal entreolha-se e solta uma gargalhada sarcástica.
-Nós somos os pais dela! Ela vai connosco querendo ou não, não és tu que a vais salvar! –Disse o homem.
-Deixem-me falar com ele! –Gritou Carina.
Ela afasta-se um pouco com ele e diz:
-Foi por isto que eu disse para esqueceres o beijo, e na verdade naquele dia que eu estava a chorar não foi apenas pelo Sasuke foi porque sabia que os meus pais me vinham buscar! Eu ontem fui a tua casa dormir, porque quando estava a seguir o Sasuke e a Sakura vi-os ao longe e escondi-me em tua casa… Desculpa-me…
-Se tu não queres ir, não vás! Eu ajudo-te!
-Não vale a pena, ninguém se mete com os meus pais! –Disse baixando os olhos. –Eu não tenho outro remédio senão ir…
-Mas…
-Antes de ir… A Sakura perguntou-me se eu era tua namorada, se algum dia cheguei a ser… agora estou a acabar contigo! –Disse chorando.
Ela abraço-o a chorar, mas a mãe dela agarra-a pela camisola e arranca-a dos braços dele.
Ele ficou novamente destroçado e admirado com a frieza dos pais dela.
-Carina! Mas, para onde vais?
Ela ia falar, mas o pai dela tapa-lhe a boca e diz:
-Cala-te miúdo!

3 comentários:

  1. adorei mesmo muito bom!

    ResponderEliminar
  2. Esta lindo amei^^
    Ohhh agora o Naruto vai salva-la certo?^^
    Era tão lindo

    Bjinhos :3

    ResponderEliminar
  3. não estava a pensar no k disseste JessicaBarros, mas talves eu consiga dar uma volta por esse caminho^^

    ResponderEliminar

Ao comentar estás a ajudar este blog, é um pequeno gesto que dá mais vida ao blog e com certeza me deixará feliz! :)

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...