Pesquisar neste blogue

2011-08-02

13º Capitulo até ao fim

Décimo terceiro capitulo - De volta a Konoha

Naruto

Ela estava com medo de mim, e eu com medo que afaste-se de mim… Não queria que eu fala-se para não me cansar mas eu queria esclarecer tudo.
-Não sou um monstro, aquilo o que viste era o que está dentro de mim.
Parou de me abraçar e olhou para mim.
-Dentro de ti? Como?
Mostrei-lhe o selo e disse-lhe:
-Este selo mantém um diabo que é a Kyuubi, uma raposa de nove caudas, dentro de mim, o que aqueles dois queriam era a Kyuubi mas para a tirar dentro de mim eu morreria, mas eles também a querem para alguma coisa de mal!
-Eu já percebi.
Ajudou-me a alevantar e levou-me até a beira de Kakashi-sensei e da Sakura.
-Naruto, já sabes o que eles queriam, certo? –Perguntou a Sakura.
-Sei.
-Vamos continuar a viagem, não há tempo a perder! –Disse Kakashi-sensei.
Ajudámos a levantar a carroça dos bois que tinha caído para o lado e acordámos os animais e o senhor que nos levava.
Algum tempo depois chegamos a Konoha.

Ina

-Finalmente em casa! –Disse o Naruto alevantando os braços no ar.
Olhei em minha volta e disse:
-Eu lembro-me de este sitio…
-É a tua casa! – Disse a Sakura.
-Anda comigo, Ina! –Disse o Naruto.
Agarrou-me na mão e levou-me a correr talvez para um dos pontos mais altos do vilarejo.
Pegou em mim ao colo e saltou para cima do telhado de uma casa muito alta, ele subiu para cima da chaminé e gritou:
-Naruto Uzumaki, está de volta!
Achei graça, devia estar cheio de saudades!
O sitio não me era estranho, até que me lembrei e disse:
-Já sei! Estamos em Konoha!
-Isso foi o que já te disse-mos!
-Não é isso! Eu lembro de estar por aqui! Mas a minha casa não é aqui, é na cidade, eu é que me vim graduar para aqui!
-Na cidade?
-Sim, anda comigo.
Ele desceu a chaminé e correu atrás de mim.
-Não estás a ir para a cidade, pois não?
-Não, lembrei-me de outra coisa.
Corri até um sitio com uns arbustos e um pequeno lago á beira.
-O que tem este lugar? –Perguntou.
-Afinal até tenho melhor memória que tu! Pensa bem…
Ele olhou bem á sua volta, mas pela cara não me pareceu que reconheceu e sitio e disse:
-Não me lembro.
-Acho que foi á quatro anos atrás…
-Já sei…
Aproximou-se de mim e deu-me um beijo.
-Parece-me que acertas-te!
-Tu estavas a chorar por o Sasuke, e eu quase que também chorava mas era por a Sakura, e beijámo-nos pela primeira vez.
Continuei a beijá-lo, não me apetecia nada parar.

Hinata

Será que eu estou a ver bem?
Tenho quase a certeza que vi o Naruto a correr atrás de uma rapariga.
Eu estava no mercado, mas quando o vi a passar peguei nos sacos das compras e corri atrás dele.
Perdi-o de vista! Mas o que virá ele fazer para estes lados? Não, se calhar confundi-o com outra pessoa…
Dirigi-me para o lago, mas nem cheguei muito perto dele, onde eu estava conseguia ver o Naruto aos beijos com outra rapariga.
Não pode ser! Eu não consigo ver isto!
Corri para trás já a chorar e ao virar a esquina de uma casa esbarro-me contra alguém.
-Não vês por… -Já me ia mandar um insulto mas quando viu quem era calou-se.
-Kiba?
-Deixa-me ajudar-te!
Os sacos voaram pelo ar quando me espetei contra ele e as coisas ficaram todas espalhadas pelo chão.
-Não é preciso, eu apanho tudo sozinha.
Ele fez de conta que não ouviu e apanhou tudo, de certeza que ainda não tinha olhado para a minha cara.
Alevanta-se e entrega-me os sacos.
-Estás a chorar?
-Não…
-Não mintas! Estás a escorrer de lágrimas! O que aconteceu?
-Nada…
-Diz-me! Não gosto de te ver assim!
-A sério?
Ele agarrou-me nas mãos e disse:
-Eu gosto muito de ti! Conta-me que eu posso ajudar-te!
Ao dizer “eu gosto muito de ti” tirou-me a coragem toda de lhe contar o que vi.
-Tiraste-me a coragem ao dizer que gostas muito de mim…
Ele pensou um bocado, o Akamaru começa a sentir algum cheiro e ladra.
-Ele está cá? –Disse o Kiba para o Akamaru.
Ele fez cara de quem já percebeu tudo e ficou um pouco enraivecido e disse:
-O Naruto está cá. É isso?
Quase que acertou.
-Mais ou menos…
Dava para ver na cara dele a raiva que estava a sentir.
-Eu vou tratar de um assunto!
Não me pareceu bem o que ele disse por isso segui-o.
Foi até o Naruto, ele estava mais a outra rapariga a passear e o Kiba agarra-o pela gola do casaco.
-O que fizeste á Hinata?!?
Ele entendeu tudo mal! Eu estava a chorar por ele estar com outra rapariga, não por outra coisa qualquer!
-O quê? –Disse o Naruto surpreso.
-Então porque ela estava a chorar? –Dito isto dá-lhe um murro na cara.
Tive que impedir o Kiba antes que acabasse mal.
-Kiba! Para!
Olhei para o Naruto e disse:
-O Kiba entendeu mal, eu estava a chorar porque… vi-te aos beijos com ela e…
-Oh!!! Tu nem te atrevas! –Gritou a rapariga.
-Deixa a Hinata em pás! –Disse o Kiba para a rapariga.
Ela enervou-se e espetou-lhe um soco que o atirou uns metros para trás.
Não gostei do que ela fez e senti que tive de defender o Kiba e dei-lhe uma estalada.
-Como te atreves? –Disse ela.
Ela foi rápida, espetou-me um soco igual ao que deu no Kiba e fui parar á beira dele.
-Calma Ina! –Disse o Naruto.
Com que então ela chama-se Ina!
-Vocês têm a lata de chegar aqui e espetar um soco nele sem razão nenhuma!?! –Disse a Ina.
O Kiba alevantou-se e disse:
-Olha a minha razão!
Ele agarrou em mim e deu-me um beijo na boca.
-Kiba… -Suspirei.
-Estão contentes? Eu gosto dela e defendi-a!
Eles estavam de boca aberta, e eu também…


Comentem!

2 comentários:

  1. Adorei este Capitulo estava de mais. Continua assim.
    ^^

    Catarina

    ResponderEliminar
  2. Esta awesome^^

    E...

    Foste desafiada :3

    E aqui http://umapalavra-jessicabarros.blogspot.com/2011/08/desafio-dos-pokemon.html

    ResponderEliminar

Ao comentar estás a ajudar este blog, é um pequeno gesto que dá mais vida ao blog e com certeza me deixará feliz! :)

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...