Pesquisar neste blogue

2011-08-21

16º Capitulo até ao fim (parte 2)

Décimo sexto capitulo (parte 2) – Missão raparigas

Hinata

-Não gozem com as cuecas! São bem confortáveis! –Disse o Lee todo envergonhado.
Os rapazes são sempre os mesmos, já estavam a demorar muito a invadir a nossa festa! Mas agora não vamos expulsá-los…
-Quem vos deu ordem para aparecerem assim? –Perguntou a Tenten.
Eles olharam entre si e não responderam.
-Isso agora não interessa! Onde está a Hinata, ela não veio? –Perguntou o Kiba.
Eu estava atrás das raparigas, ele nem me conseguia ver, até que a Ina saiu da minha frente e eu fiquei a olhar para ele e a sentir a minha face a aquecer.
-Tens febre, Hinata?
Parece que ele gosta de dizer o meu nome, não diz uma frase sobre mim sem o meu nome, mas acho isso querido!
-Não, porquê?
-Tens a… esquece! Já agora, qual foi a vossa ideia de vir para a piscina com água gelada? –Disse com as mãos na anca a passar o olhar por todas as raparigas.
A Ina riu e disse:
-Se nós não conhecêssemos os rapazes…!
O Neji tocou com o dedo na água enquanto dizia:
-Mas então, como vão aquecer a água?
-A Ina sabe uma técnica de fogo. –Respondi.
Ela alevantou-se e começou a fazer uma série de selos. Depois ela fica em chamas e entra para a piscina e a água começou logo a aquecer.
-Não queima o biquíni? –Perguntou o Lee.
Ela saiu e disse:
-Achas que eu ia criar uma técnica que me fizesse ficar sem roupas???
Ele coçou a cabeça e tocou na água com o pé esquerdo e disse:
-Está boa! Podem entrar!!!

Ina

Depois de brincarmos um bom bocado na piscina, por volta das 5 horas fomos lanchar, começámos todos a sair da água.
Eu, a Temari e a Hinata fomos as mais lentas a sair da água. A Temari escorregou um pouquinho a sair mas aguentou-se bem.
Quando pus os dois pés no chão escorreguei e ia cair para trás, senti que dei um murro na cara em alguém e caímos os dois na água.
Fomos ambos ao fundo da piscina, abri os olhos e vi a Hinata inconsciente ao meu lado a sangrar não dei de onde. Comecei a ficar sem ar e os meus olhos queriam fechar, tentei nadar até ao cimo mas apenas me afastei mais, a piscina era bem funda.
Vi o Naruto a agarrar na Hinata e a puxá-la para cima, e eu fiquei no fundo da piscina a lutar pela minha vida. Vi uma boia presa no fundo da piscina, soltei-a com as forças que me restavam e agarrei-me a ela. Levou-me até a superfície, agarrei-me á beira da piscina e quando abri os olhos nem acreditei no que vi…
Fiquei de olhos arregalados, a Hinata estava a sangrar do nariz e… o Naruto estava a fazer-lhe… respiração boca a boca…
Já bastava ele salvá-la a ela e deixar-me sujeita a morrer no fundo da piscina, e agora fez-lhe respiração boca a boca sem se preocupar minimamente comigo, o Kiba de certeza que sabia bem fazer isso, na academia somos ensinados a fazer respiração boca a boca…
Saí da beira deles e saí da piscina, elas olhavam para mim como quem diz “Isto não vai acabar bem”, ouvi o Kiba a aproximar-se de mim a passos largos e a gritar:
-Não vez o que fazes?!? Ias matando a Hinata, palerma!!! Isso foi de propósito, tinhas mesmo que te vingar da segunda-feira passada!!! E agora o teu namoradinho está a beijá-la!
Ele estava a referir-se ao dia em que chegámos a Konoha e houve um mal entendido.
Mas eu não fiquei com ressentimentos, e escorreguei como qualquer outro podia ter escorregado, e muito menos vi quem estava á minha beira.
-Não foi vingança!!! Eu caí! Podia ter acontecido a qualquer um! E eu ia morrendo no fundo da piscina, ninguém se preocupou se eu ia morrer ou não!
Ele queria mesmo virá-los contra mim só para defender a Hinata e gritou:
-Mentirosa!
Deu-me um soco e caí novamente á piscina, mergulhei e voltei á tona. Saí comecei a guardar as minhas coisas. O Naruto limitou-se a olhar para mim sem me defender nem nada.
A Hinata acorda e ele perguntou-lhe se estava bem.
-Ela ia matando-me!
Que raiva! Apetecia-me esganá-la já.
Tentei ignorar, mas respondi em tom normal sempre continuando o que estava a fazer:
-Se eu quisesse matar alguém, já o tinha feito e ninguém dava por isso.
Peguei na minha mala pelas costas e saí, quando eles deixaram de me ver comecei a correr e a chorar.
Alguém me perseguiu e parei de correr, era a Sakura ela parou ao meu lado.
-Se o Sasuke tivesse feito o mesmo que o Naruto… eu não sei o que era de mim, mas de certeza que não fez por mal! Vai lá e fala com ele!
-Não quero! Vai para a festa!
-Também não quero.
-Desculpa Sakura, mas eu quero ficar sozinha…
-De certeza?
-Sim! Vai para a festa!
-Não, se eu for, vou para casa, não gostei de te acusarem daquela maneira, não quero voltar para lá depois de fazer as malas.
Eu continuei a correr e ela ficou para trás a andar.
Fui falar com a Tsunade.
_ _ _
-O quê??? Não queres fazer a missão de amanhã?
Abanei a cabeça e disse:
-Peço por favor que me arranje uma missão o mais rápido possível, e de preferência longa.
-E o Naru…
-Não!
-Está tudo bem?
-Está.
Ela mexeu num monte de papéis e disse:
-Tu és Jounnin, há mais missões para o teu nível, mas as mais urgentes têm todas a ver com a Akatsuki, ok?
Ela continuou a mexer e disse:
-Mexe nestes papéis e vê a que queres.
Agarrei-me a mexer nos papéis e encontrei uma missão para me infiltrar na Akatsuki e gostei.
-Quero esta aqui.
-Queres mesmo isso, vai alguém contigo? É melhor arranjar alguém para ir contigo.
-Não é preciso, eu vou sozinha.
-Nem penses em eu mandar um ninja sozinho para uma missão destas!
-Então que seja alguém que eu não conheça!
-Não estás de bom humor!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Ao comentar estás a ajudar este blog, é um pequeno gesto que dá mais vida ao blog e com certeza me deixará feliz! :)

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...