Pesquisar neste blogue

2011-10-16

2º capitulo fanc. Sora

Segundo capitulo – "Perdi-me" e perdi-o!



Passámos a tarde por aqui, ali e acolá!
Não havia sinal desse rapaz por nenhum lado, só nos faltava procurar noutros planetas e debaixo de terra!
Kakashi-sensei achou que podia estar com Orochimaru, por isso fomos à procura dele também.
Acabámos por o encontrar mais o tal rapaz numa rua larga e pouco frequentada e que já tínhamos passado lá.
O Naruto apressou-se a lutar com ele, enquanto o sensei entreteu-se com o Orochimaru.
A Sakura estava á minha beira, mas pouco depois foi a correr para ajudar o descabeçado do Naruto.
Fiquei no meu sitiozinho, de braços cruzados e encostada a uma árvore, ao menos tinha uma vista panorâmica.
-Bolas! Assim não nos despachámos! -Suspirei passado algum tempo.
Soltei os braços no preciso momento que o Naruto fez um Rasengan e o rapaz abriu um pergaminho vazio com a mão esquerda e pegou num pincel com a mão direita.
Atirei uma Kunai para o pergaminho rasgando-o, corri em direção do rapaz, agarrei-o na mão esquerda empurrando-a até ao chão com o peso do meu corpo depositado nos meus dois braços enquanto o resto do meu corpo pairava no ar da pirueta que fiz, dei um chuto na mão do pincel para ele voar longe dali.
Ele ficou automaticamente com os braços imobilizados, assim não dava para fazer selos, e ainda lhe parti o pulso esquerdo com tamanho pontapé que levou.
Olhei para ele debaixo de mim, não tinha ar de dor nem de felicidade nem nada de parecido, parecia um peluche.
Parei focada no pensamento sobre a expressão dele, até que o Naruto começou a gritar:
-Prende-o com as algemas de chackra!
Ele agarrou nos braços do rapaz enquanto eu fazia os selos para criar algemas e colocar um filtro de chackra para lhe dificultar os planos para escapar.
Amarrei-o e sai de cima dele ao mesmo tempo que o Naruto largou-o.
-Vai ajudar o sensei, Naruto. Eu e a Sakura tratámos dele.
Envolveu-se na luta de Kakashi-sensei e de Orochimaru, dois contra um!
Virei as atenções para o rapaz, não falava, parecia que não se importava com nada, só pestanejava de longos a longos tempos.
-Não vais dizer nada? Tentar escapar? -Perguntei-lhe.
Sorriu (de boca fechada) e notou-se bem que foi sarcasticamente.
Olhei para a Sakura, mochicou-o para ter a certeza que não era um clone, mas ele era o verdadeiro.
-Diz o teu nome. -Sentei-me de pernas à chinês em frente dele.
-Sai.
-Ora sai tu! -Respondi indignada.
-Não, o meu nome é Sai.
-Ah... Desculpa... Vou passar a tratar-te por Sai-san... -Fiquei embaraçada que até virei a cara a olhar para a batalha de dois contra um.
-Sora, pronunciar “Sái” e “Sâi” é diferente… -Interveio a Sakura.
Fiquei embufada… Eu sei… Eu sei… Ela só me corrigiu…
Tanta luta que eles estavam a dar… Senti os meus olhos a fraquejar… Comecei a ver tudo meio desfocado… Acho que caí para o lado de tanto sono que tinha…
Fiquei toda consolada a dormir, já que a noite anterior não tinha sido das melhores.
Acordei com o sensei e o Naruto a chamar.
-Ah? O quê? Adormeci?
-Sim, e se não fosse a Sakura a vigiar o moço ninguém ia dormir pois íamos estar atrás dele! –Acho que acabei de levar um sermão mal acordo…
Esfreguei os olhos e levantei-me.
-Deixa que eu levo-o. –Retirei o Sai-san das mãos da Sakura e fiquei com ele.
Quer dizer… Ficar com ele não fiquei… ccc-llaro…Caramba! Ess-tou a ga-gue-jar no pen-samento??? Prontos! Levei-o e mais nada!
Ela ficou a olhar para mim, pois arranquei-o bruscamente que até ele ficou a andar á roda.
-É melhor arranjar boleia para voltar. –Disse o sensei.
Ele disse aquilo enquanto olhava uns cavalos atados a uma cerca.
Enquanto eles pararam de mexer as perninhas fui com o Sai-san até ao cavalo branco, desamarrei-o e saltei para cima do cavalo. Não larguei o Sai.
-Salta também. –Dei-lhe a mão e ele subiu para trás de mim. –Segura-te bem que vamos ter de passar por cima da cerca!
Ele agarrou-se a mim, curiosamente sempre calado e sem expressão, dei um puxão no cavalo e ele saltou.
Parei á beira da minha equipa, e disse:
-Do que estão á espera? Depois a Tsunade-sama manda-os de volta! Foi uma emergência!
-Lembra-te que o sensei aqui sou eu… -Disse o Kakashi-sensei sentindo-se comandado por mim.
Depois de cada um ter o seu cavalo corremos pelos caminhos até Konoha, desde estradas largas até a mais apertada e passámos por uma floresta.
Chegamos a Konoha já se fazia noite, tive a brilhante ideia de fazer um Jutso para os cavalos voltarem sozinhos para onde estava, e espero bem que assim tenham feito.
Fui empurrando o Sai com as minhas mãos nos ombros dele até a Tsunade que foi ter connosco á entrada.
-Ela lá sabe o que te vai fazer… -Pensei alto.
Ele deu meia volta para trás e fiquei de mãos nos ombros dele cara a cara.
-O que foi? -Perguntei. –Vieste o caminho todo calado, mal ouvi a tua voz.
Ele olhou para os pés, não de cabisbaixo mas com um tom indignado.
-Tenho uma missão para completar.
-Óh! Eu também tenho uma… Que é trazer-te até aqui!
-Pensei que já a tivesses acabado…
Olhei novamente para o lado, estava a sentir-me desconfortável, por azar virei o olhar para o Naruto e a Sakura e estavam a cochichar entre si. “Estiquei” o ouvido.
-Ela mal o conhece e já se está a atirar a ele! –Disse o Naruto.
-Deixa-la estar. Incomoda-te? –Disse a Sakura.
-Não.
Fiquei furiosa, acho que até me saiu uma nuvem de fumo da cabeça, não, não saiu… Mas quase!
Mal a Tsunade pôs mãos no Sai-san fui de passos pesadíssimos até eles.
-O que estás para aí a dizer, Naruto?!!? –Arregacei as mangas.
-Nada, nada… -Ele já estava aflito só de saber o que lhe ia fazer.
Eu e a Sakura somos do tipo “manda respeito”! Pois… Sem me aperceber acabo muitas coisas á pancada, tal como fechar a porta do frigorifico e tal como dar um soco em alguém.
Desta vez tive pena dele, olhei para trás e já não via a Hokage nem o Sensei nem muito menos o Sai.
-Viste para onde eles foram? –Perguntei á Sakura.
-Sei lá.
Fogo! Perdi-o de vista!
Ei! Ei… Não costumo pensar assim… O que é isto? Estou, ui! Não me digas! Estou a virar… Menina encantada… !!! NÃOOOO!!!!!

Está bem… Só espero que não lhe façam mal…

Outra vez!!! Estou a descontrolar-me!

1 comentário:

  1. Está muito bom o capitulo...continua assim =D

    Catarina

    ResponderEliminar

Ao comentar estás a ajudar este blog, é um pequeno gesto que dá mais vida ao blog e com certeza me deixará feliz! :)

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...