Pesquisar neste blogue

2011-10-08

27º capitulo Até ao fim

Vigésimo sétimo capitulo -Ao Byakugan não se mente
Aproveito para deixar aqui um mangá que fiz a ilustrar o 25º Capitulo

Sakura ficou um pouco a fazer companhia á Ina, deixou-a chorar, falar e sofrer sem nunca dizer uma palavra pois não queria fingir...
-Anda até a minha casa. -Disse a  Sakura.
-Não quero...
Ela insistiu e Ina continuou a recusar.
-Vai, eu quero ficar um pouco sozinha...
-Como tenho certeza que ficas bem?
Ela foi até ao escritório da Tsunade. Entrou e viu o Naruto dormir com a cabeça em cima da secretária.
Deu passos leves e sentou-se numa cadeira que estava virada para a janela, ele acordou na mesma e olhou para trás para ver quem era.
-Ah... És tu...
-Onde está a Tsunade-sama? Tenho que falar com ela...
-Saiu, mas porquê?
-Não aguento estar a mentir e a encenar o tempo todo, não faz parte de mim...
Ele colocou a cadeira á beira dela e colocou os pés na beira da janela.
-Eu também não... É tão chato passar aqui os dias... Sem ver a Ina... Nem ninguém...
Ele olhou para a capa que estava pendurada, a mesma que tinha usado para levar ao funeral, e disse enervado:
-Vamos á procura da Tsunade-Sama!
-Mas... -Ela ia dizer que ele não podia ser visto por ninguém, mas viu-o a disfarçar-se e calou-se.
Tapou-se bem e disse á Sakura:
-Acho melhor fazeres o mesmo, para não dar a perceber que sou eu...
Pegou noutra capa e pôs-se igual a ele.
-Já podemos ir...
Saíram para a rua e procuraram a Tsunade-sama. Entraram em várias lojas, mas não a viram.
Deram mais umas voltas, mas não havia sinal dela.
Passaram pela Hinata, toda a gente olhava para eles, e a Hinata aproveitou-se do Byakugan para saber quem eram.
Ficou surpreendida com o que os seus olhos viam... Viu a Sakura... E o Naruto...
Correu até eles e abraçou o Naruto.
-Tu não...! -Disse a Hinata com o Naruto a tapar-lhe a boca.
Ela estava a chorar e a abraçá-lo, Sakura agarrou-os e levou-os até um beco sem saída escuro e escondido.
-O que se passa aqui? -Disse a Hinata meia envergonhada só de estar a falar para o Naruto.
-Passa-se que ele fingiu a morte, para o bem de todos! Não podes contar a ninguém! Mesmo ninguém!
Ela ficou preocupada e fez o tipico gesto dela com os dedos.
-Está bem... mas depois contam-me... Se não se importarem...
-Finge que isto não aconteceu! -Disse o Naruto.
Eles deixaram-na sozinha e fugiram a correr por cima do telhado das casas, avistaram a Tsunade-sama e a Shizune, saltaram para a beira delas.
Shizune colocou-se atrás de Tsunade, toda a gente pensava que eram dois invasores e que iam fazer das suas.
-Eu trato deles! -Disse Tsunade.
Ela sabia quem eram, mas fingiu amarrá-los e levou-os para o escritório dela. Shizune foi com o porquinho ao colo a correr atrás deles.
Tsunade estava irritada com eles, entrou bruscamente do escritório e atirou-os para o chão.
-Vocês estão doidos! Eu sabia que tu nunca irias obedecer direitinho a uma regra minha! -Parou um pouco, inspirou e expirou ar para se acalmar. -Vocês iam matando-me de susto! Já anda na boca de toda a gente a história de aparecer alguém todo tapado de preto no funeral!
Shizune colocou a mão no ombro direito dela e disse:
-Acalme-se, pior vai ser quando tiver de anunciar diretamente que tudo foi mentira...
Ela passou pelo meio dos dois e sentou-se na cadeira dela.
-Para a próxima não abusem da sorte...!
A Sakura alevantou-se, e enquanto ajudava o Naruto disse:
-Quando é que os reforços chegam?
-Em breve...
-É que a Hinata já descubriu... -Disse cabisbaixa.
OS nervos subiram a Tsunade e alevantou-se dizendo:
-Ela e toda a gente com Byakugan! Deviam saber disso!
Saiu da sala e Shizune foi a correr atrás dela.
-Hoje a Tsunade-sama não está nada bem, será que se passa algo que nós não sabemos?
Sakura encolheu os braços.
-Como vai a Ina?
-Não vai lá muito bem, não quer sair da beira do lago...
Ele ficou a sentir-se mal, sentou-se na cadeira de Tsunade e colocando os cotovelos na mesa apoiou a cabeça nas mãos.
-Trata dela por favor...
Sakura saiu da sala e foi até ao lago, Ina já dormia no chão. Pegou nela ao colo e acordou.
-Larga-me! Quero ficar aqui!
Ela acordou bruscamente e caiu do colo de Sakura abaixo e molhou-se toda no lago.
-Ina! Estás bem?
-Estou... Só quero ficar aqui...
-Anda, tens de vir mudar de roupa...
-Não! Eu fico bem aqui... Vai!
-O Naruto de certeza que não queria ver-te assim!
Ina sentou-se na beira do lago e chorando disse:
-Ele era tudo para mim...
Sakura agachou-se á beira dela e Ina abraçou-a.
-Tenho que a animar... -Pensou Sakura.
Limpou-lhe as lágrimas e disse:
-Ele queria ser um grande ninja, não é? Então faz isso por ele...
-Tens razão...
Sakura ajudou a Ina a alevantar-se, e por mais que não quisesse sair dali, Ina foi com ela até sua casa.
Foram até a casa de Sakura e ela emprestou-lhe umas roupas iguais ás dela enquanto as roupas molhadas secavam.
No quarto dela, Ina olhou uma foto da equipa 7 quando ainda tinham 12 anos.
Já ia começar a chorar, mas aguentou ao máximo.
Ela viu o estado de Ina só de ver a foto e guardou a moldura na gaveta da mesinha de cabeceira.
-Os treinos das equipas vão continuar amanhã, quero que venhas também.
Ina abanou a cabeça para cima e para baixo.
-Com essa roupa ficas igualzinha a mim! -Disse Sorrindo.
-Mas eu quero as minhas roupas pretas...
-Amanhã vais ter de levar a tua roupa normal.
Ina sentou-se na beira da cama e disse:
-Não quero ir a casa.
Sakura pensou um pouco e disse:
-Então vamos hoje ás compras arranjar umas roupas novas para ti!
-Não me apetece...
-Apetece sim! Vamos lá!
Agarrou-a pelo pulso e pegou na carteira, foram até a loja de roupa mais próxima.

2 comentários:

Ao comentar estás a ajudar este blog, é um pequeno gesto que dá mais vida ao blog e com certeza me deixará feliz! :)

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...