Pesquisar neste blogue

2011-10-20

5º Capitulo fanc. Sora

[ O que faz a Sakura andar estranha? ]



Quinto capitulo – Uma flor triste…



O momento com que me estava a querer fazer dar saltos e gritar para todo o mundo uma certa coisa… Estava a acontecer… E eu com sentido de advinha a ver sempre quando alguém aparecia…

-Sai? –Perguntei baixinho para ver se ele estava mesmo a dormir.

Ele não respondeu, dormia como um anjo, sossegado como sempre, e a dormir ainda era mais lindo do que quando fazia a cara de peluche (apático).

Cansei de estar ali parada, cansei como ele, adormeci deixando-me cair para trás.

Nem me lembrei que ele podia acordar primeiro que mim e fugir, mas decidi arriscar… não me importava de ir atrás dele mais uma vez…

Quando se passa o tempo a dormir, quando acordo sinto que ainda há pouco tinha fechado os olhos, mas na verdade tinha passado uma longa noite.

Acordei com o barulho de um motor em andamento. Estava numa carrinha, lá também estava o Sai, o Naruto, a Sakura, e o Kakashi-sensei.

-A dorminhoca acordou. –Disse a Sakura num tom de bem disposta.

-Eu não adormeci na praia? –Perguntei.

-Nós encontrámos-te. –Respondeu a Sakura piscando-me o olho. -Encontrámos os dois a dormir…

Fiquei um pouco embaraçada e rosada, para esconder a minha cara virei-me para o lado.

-Andas a atirar-te a ele muito cedo…! –Sussurrou-me o Naruto.

Fiquei ainda mais vermelha e gritei com ele:

-Seu estúpido intrometido!

Acertei-lhe uma estalada na cara que até se colou á chapa da carrinha.

Olhei para o Sai e ele estava a olhar para mim, e ele disse:

-Não foste um bocado bruta com o Naruto?

-O q-quê? –Fiquei embaraçada e a gaguejar.

-Tu e a Sakura tratam-no sempre assim?

Ela ficou toda enervada por ser metida á conversa por um mau motivo (acho eu).

Deu um soco na nuca do Sai ficando todo encolhido para baixo.

-Cala-te! –Gritou a Sakura.

Fiquei um pouco incomodada com aquele soco, mas até foi bem merecido…

A carrinha de repente parou, o condutor foi abri-nos as portas e saí-mos.



_ _ _



O tempo passou… Passou-se um mês… O Sai já tinha-nos dado razões para confiar nele e já fazia missões connosco, mas sempre sarcástico, isso já me irritava…

É verdade que eu mudei um pouco, deixei de ser tanto resmungona, deixei de fazer tudo sozinha (mais ou menos), e fiquei um pouco mais bem educada.



_ _ _



Estava eu e a minha equipa a chegar de mais uma missão bem sucedida.

A Tsunade-sama já nos esperava ao portão.

-Desta vez a recompensa vem mais cedo. –Disse entregando o respetivo dinheiro de cada um.

-Obrigada. –Dissemos os três ao mesmo tempo.

A Hinata apareceu a correr e abraçou o Naruto, ele quase que sufocava.

Olhei para o meu lado, estava a Sakura, admirei-me por ela não estar incomodada.

O Naruto e a Hinata não são namorados, mas estão a caminhar para lá… Vejo a Sakura cada vez mais triste, mesmo que ela própria ainda não o tenho percebido.

A Hinata recuou com um pouco de timidez, e depois de se fazer um pouco de silêncio perguntou-lhe se queria lanchar junto dela, ele aceitou.

Eu, a Sakura e o Sai assistíamos a tudo. Fiquei pensado na Sakura, imaginei se fosse a Hinata e o Sai, quer dizer, ela não chegava a conseguir perguntar-lhe isso… a essa hora já devia a estar a chegar á lua depois de um soco.

Coloquei uma mão no ombro da Sakura.

-Tens andado triste... –Disse quase num suspiro.

-Porquê? –Ela estava a querer enganar-me, mas eu já a conheço há muito.

-Tu gostas do Naruto, não é? –Disse ao mesmo tempo que o Sai, dissemos exatamente a mesma coisa.

-Oh! De onde veio isso? Nem morta! –Não tem jeito nenhum para representar… -Ele apenas irrita-me! É um palhaço! Estúpido! E nojento!

-Olha que eu grito muitas vezes isso para ele, mas não é o que acho dele… -Respondi.

-Não, eu não gosto dele… tu sabes de quem eu gosto… não me digas que já não te lembras… -Continuou a Sakura.

-O Sasuke? –Perguntei.

Ela agitou a cabeça dizendo sim.

Agarrei-a nos dois ombros e disse:

-Olha-me nos olhos, nos olhos da tua amiga! Jura-me que não gostas dele! Jura!

-Juro… -Disse num tom tão baixo que até parecia uma formiga.

Ela não leva a sério essa coisa de jurar. Já somos duas…

-Da maneira que tu lhe bates… -Disse o Sai.

Vi que ela estava a ficar super irritada, e disse:

-Vamos andando… É melhor. E que tal se nós fossemos lanchar juntos?

-Podem ir vocês… -Disse a Sakura meia cabisbaixa.

            Até adorei a resposta dela, eu e o Sai a lanchar juntos! Mas é melhor fazer o papel de melhor amiga…

-Nem sonhes! Anda! –Disse o Sai.

Ele não quer lanchar só comigo, já está mais que visto…

Agarrei-a pelo braço e fomos os três, com o dinheiro da missão que acabámos de completar, lanchar todos juntos.

-Estou cá com uma fome! –Disse olhando uns bolinhos na montra.

-Vamos sentar-nos. –Disse a Sakura.

Fomos até uma mesinha junto á janela. Sentámo-nos, bem tentei ser á beira do Sai, mas ele sentou-se á beira da Sakura, pelo menos fiquei á frente dele…(TT) Eu queria ser á beira dele! (TT).

-Uma tosta mista se faz favor. –Pedi á empregada.

-Uma nata. –Pediu a Sakura.

-Um solame. –Pediu o Sai.

Deixa-me pensar um pouco… Solame é de chocolate… chocolate é doce… doce é o Sai…!!!

Boa! Vou virar poeta!

Dei comigo com o cotovelo sobre a mesa e com a cara pousada na palma da mão, estava a olhar o sai com cara de babada ou de encantada e eles os dois estavam especados a olhar para a minha figura.

Pestanejei quando me apercebi da minha cara de palerma a olhá-lo, ele até estava de olhos meios arregalados e parecia que a boca tinha sumido.

-Estás bem, Sora? –Perguntou a Sakura também espantada para mim.

-Ess-t-tou! –Respondi.

A empregada pousou a minha tostinha, a nata e o solame.

Agarrei-me a comer, estava esfomeada, mesmo!

Depois de lanchar fomos pagar a conta e saímos.

Quando estávamos ainda á beira da saída (já do lado de fora), vi o Naruto a correr na nossa direção.

-Sakura! Trouxe comida para ti! –Entregou-lhe um saco.

Enquanto ela abria, ele acrescentou:

-Estava lá no frigorifico, e invés de ficar lá a estragar-se, pensei que gostasses.

Fiquei quase a suar a olhar para ela, senti que estava uma bomba a explodir a qualquer momento.

Retirou o que tinha lá dentro, era uma fatia de pizza.

Ela ficou super irritada e gritou:

-Estás a chamar-me de cão?!? Eu odeio pizza!!!

Foi toda mandada espetar-lhe uma estalada, não consegui impedir, mas consegui pará-la de outro ataque.

-Sakura! –Gritei com ela.

Agarrei-a nos braços por trás.

-Para! –Gritei. –Ele sabia lá se tu gostas de pizza ou não!!!

O Naruto estava espalhado no chão a olhar para a cara dela de irritada.

Largueia e ajudei-o a levantar-se.

-Por favor, ela não tem andado bem… tenho de falar com ela… espero que não te importes de sair daqui, tá bem?

Ele compreendeu e virou a esquina.

-Sakura! –Gritei novamente virando-me para ela. –Tu estás bem da cabeça?!

Ela ficou um pouco cabisbaixa.

-Acabas-te de bater no Naruto! O que ele fez de mal?!?

Não respondeu, mas eu disse:

-Ele ama-te, e é teu amigo! Como podes ser assim para ele?! Estás a ser egoísta!

Eu fiquei mesmo toda enervada com aquilo, o Sai ainda me ajudou a abri-lhe os olhos dizendo:

-O que eu te posso dizer é que ele ama-te mesmo! Passa a vida a ajudar-te! Quase se matando por ti! Jurou que trazia o Sasuke de volta, mesmo sabendo que gostas dele! Ele quer-te ver feliz, e é assim que o tratas?

Ficou ainda mais cabisbaixa e começou a chorar. Levantei-lhe a cabeça e olhando-a nos olhos disse:

-Se não o queres perder para sempre, vai ter com ele e pede-lhe desculpas! Diz o que sentes, já que ele sente o mesmo por ti! Vai! Força! Estou sempre aqui para te ajudar…!

Dei-lhe um empurrão, ela ainda olhou para trás, mas logo começou a caminhar e foi ter com ele…


2 comentários:

  1. Está muito bom o capitulo...a fanfiction é simplesmente 5*

    ^^ Catarina

    ResponderEliminar
  2. Obg, mas acho que não é tanto assim, faço o que posso^^

    ResponderEliminar

Ao comentar estás a ajudar este blog, é um pequeno gesto que dá mais vida ao blog e com certeza me deixará feliz! :)

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...