Pesquisar neste blogue

2011-11-13

8º Capitulo "Dias da Hikari" - O safado beijou-me!


Oi minna! Consegui acabar o oitavo capitulo, eu sei que está pequenino, mas vou ver se consigo fazer melhor^^


Hikari (narrando)

Saí do restaurante a correr, tinha-me esquecido por completo da Shizune.
Aliás… eu também já estava farta de lá estar.
Entrei pela minha casa a dentro e gritei:
-Shizune!
-Ah?
-Eu esqueci-me da surpresa! O que é?
-Hum… como te esqueces-te, apenas te digo para a semana.
-Mas-mas! –Ela interrompeu-me.
-Não, a surpresa passou por cá hoje mas como tu não estavas combinou para a próxima semana.
-Quem é? Diz! Por favor!
Ela cruzou os braços e fez de conta que tinha um feche na boca e fechou-o.
Como eu já aprendi, é impossível fazer a Shizune esperar. Mais vale ir deitar-me do que estar a perder tempo.
Fui até ao meu quarto triste por não saber o que era a surpresa, tamanha curiosidade ia dentro de mim… Aih!

(No dia seguinte)

De manhã (ás 10 horas) fui fazer o que a minha irmã pediu: ir ás compras.
Fui até uma lojinha, comprei o que estava na lista. Os sacos começavam a pesar cada vez mais a cada passo que dava, ou eu estava a ficar cada vez mais cansada.
Ao longe vi os portões de Konoha a abrirem-se, devia ser alguns ninjas a chegar de missão.
            O quê??? Os meus olhos estavam a ver bem?!?
Esfreguei os olhos e vi que era o Sai.
            O que ele anda a planear desta vez? Hum… vou descobrir! Não escapa desta!
Olhei para ele e vi-o a olhar em volta, viu-me e seguiu sempre caminho.
Fiz de conta que não tinha dado fé de nada, mal ele virou a esquina desatei a correr para o seguir.
            Uih!
Virei a esquina e não havia sinal dele. Comecei a caminhar, ele podia estar a ver-me, talvez se tenha apercebido que eu o seguia.
Olhava para cada canto e não o via. Durante todo o caminho até minha casa não o encontrei.
Deixei as compras com a Shizune e fui á procura do malvado!
            Sai…Pobre Sai… É desta que a máscara te cai!
Andei ás voltas tentando achar o maldito Sai, mas não havia sinal dele!
-Boa! Era o que faltava! –Resmunguei baixo ao ver a Ino ao fundo da rua a tratar das flores da loja da sua mãe.
Subi para o cimo do telhado para não ter de passar por pessoa como ela e dizer “olá”…
            Ahah! Achei-o!
Ele estava sentado a ler qualquer livro no telhado da loja da mãe da Ino.
Caminhei arregaçando as mangas (por acaso estou de manga curta) e furiosa.
-Sai! –Gritei.
Ele olhou para trás e pareceu que lhe sumiu a cara só de olhar para a minha carregada de fúria.
Agarrei-o pelo colarinho e levantei-o no ar.
-É desta! Não escapas! Vais-me contar o que tu andas a fazer!
-O quê? Estou a ler. Larga-me!
-Não te faças de sonsinho! Eu sei que tu andas a planear algo! Saíste de Konoha sozinho! Eu vi!

Sai (narrando)

Esta rapariga anda a passar dos limites, ainda me vai estragar tudo!
Tenho que arranjar algo… Hum… no livro que li falava algo sobre paixões… e pelo que lá diz ela gosta de mim sem ainda se ter apercebido ela própria.
Por favor! Espero que resulte! É só um beijo, tu consegues!
Fechei os olhos e fiz um esforcinho para conseguir tocar nos lábios dela. Abri-os um bocadinho para ver o que estava a acontecer, ela estava de olhos arregalados para mim.
Beijei-a e a minha ideia era apenas tocar, mas ela continuou o beijo.
-Seu bruto! –Gritou largando-me o colarinho.
Caí mesmo na beirinha do telhado, desatei a correr para longe.
Consegui. Espero bem que ela não atrapalhe mais!

3 comentários:

  1. O capitulo pode estar pequeno, como disse, mas está otimo. Não acredito que ele fez isso. Aguardando o próximo, quero saber o que vai acontecer.^^

    ResponderEliminar
  2. Não tenho conseguido acabar os capitulos -.-

    ResponderEliminar

Ao comentar estás a ajudar este blog, é um pequeno gesto que dá mais vida ao blog e com certeza me deixará feliz! :)

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...