Pesquisar neste blogue

2012-07-04

"A Pérola" 1º Capitulo - Cebola!


-oh não… isto está a ficar feio… -Comentei de olhos arregalados.
Era plena noite, tudo ao meu redor estava em chamas, casas a cair abaixo, ouviam-se pessoas a gritar mas eram cada vez menos pois alguém estava a matá-las… e a próxima podia ser eu…
-Akane! –Alguém gritou o meu nome.
Olhei para cima e vi uma pessoa com uma capa castanha a saltar por cima de mim.
Protegi a cara com os braços e fechei os olhos no instante em que essa tal pessoa caiu mesmo ao meu lado.
-Eles procuram a Pérola… -Disse a pessoa apertando melhor as ligaduras encharcadas de sangue que tinha no braço. –Temos a missão de a proteger… temos de fugir.
-Quem és? Eu não vou fugir da vila sabendo que há gente que está sendo morta!
-Sou o Hikaru! Neste momento já estão a vir reforços para cá, e os nossos ninjas restantes estão a proteger os habitantes e a começar a abandonar a vila.
-Eu não vou abandonar a vila! –Gritei.
No preciso momento em que gritei, alguém disparou uma seta na minha direção, mas o Hikaru empurrou-me para o chão acertando em cheio no ponto onde faz desmaiar.
-Akane! Akane! –Ele ainda não tinha reparado que eu estava desmaiada.
Virou-me de barriga para cima e deu-me algumas palmadas na cara para acordar, mas sem êxito. Pegou em mim ao colo e fugiu.

PS: yeyh! Minna-san! Consegui achar o desenho no meio desta papelada toda! aqui está:
Akane
(Ela tá meia esquisita, eu sei ^^')
E o Hikaru ainda não desenhei, mas vai ser bem parecido com o Gray Fullbuster de Fairy Tail ^^ (De aparência)
Olhem (alterei um pouco):
Hikaru
 A vila da Pérola ficou submersa em cinzas, nenhuma das vilas vizinhas aceitou que a população se refugia-se em seu território (pois temiam que atacassem as vilas á procura da pérola), exceto Konoha.

_ _ _

Acordei…

Via pássaros a voar num dia de Sol radiante…

Ouvia água a correr… e sentia uma leve brisa na cara…

Levantei a cabeça e depois as costas e sentei-me de pernas á chinês. Olhei á minha volta, estava na margem dum rio com uma floresta densa á volta.
Ele estava de costas para mim, apenas de calças a lavar a roupa que estava toda suja de sangue.
Tinha uma ligadura no braço e outra no peito e nenhuma das duas aparentavam estar bem estagnadas.
Após lavar uma t-shirt virou-se para mim e enquanto caminhava na direção duma rocha para a estender lá disse:
-Estás bem?
-Sim, tu é que não pareces estar lá muito bem… -Levantei-me. –As tuas feridas não estão bem estagnadas!
-O quê? Não, eu estou bem…!
Vi uma gota de sangue a cair na água e disse:
-Tens sangue vivo nas ligaduras e até já cai gotas! Dessa maneira vais acabar por morrer!
Ele estava agachado, ficou paralisado com o que disse e de olhos arregalados.
-Pensando bem… -Coçou a cabeça com um sorriso meio aflito.
Fui até ele e ajudei-o a sair da água, sentou-se no chão e agachei-me atrás dele a tirar as ligaduras que envolviam o peito e as costas.
-Como sabias o meu nome?–Perguntei. –Não te conheço
Ele virou a cabeça ligeiramente para trás e disse:
-Hein? Salvei-te a vida duas vezes e não te lembras de mim??
Pensei um pouco e disse:
-Não pode ser… tu és o Hikaru, ah o tal órfão… já sei!
-Obrigado por me lembrares disso…
-Gomen.
Pousei as ligaduras no chão e começou a escorrer um pouco de sangue pelas costas dele abaixo. Notava-se que era um corte feito por uma kunai, um pouco fundo, mas não o suficiente para atingir uma veia principal ou um órgão.
-Preciso de um limão… -Comentei.
-O QUÊÊÊÊ???? Nem penses!!! –Gritou levantando-se bruscamente com as ligaduras na mão.
-Fica quieto! Com esses movimentos abres ainda mais a ferida!
-Prefiro morrer do que usar limão para parar o sangue!!!
Encolhi os ombros e disse rindo:
-Tu é que sabes!
Ele voltou a sentar-se e largou as ligaduras no chão e cruzou os braços. Significava que eu podia continuar, mas fiquei sentada quieta á espera que ele deixasse o orgulho de lado e admitir que eu estava a fazer o mais certo.

Passado um minuto…

Olhou para trás e ficou surpreso por ver que eu ainda não tinha feito nada e disse:
-Vai lá buscar o limão, não quero morrer!
-Agora ouvi…! -Disse sorrindo.
Olhei á minha volta e vi um limoeiro na outra margem do rio. Passei o rio cuidadosamente, subi á árvore e arranquei dois limões. Quando ele viu que tinha dois cruzou os braços e ficou com cara de zangado.
Cortei os limões a meio com ajuda de uma pedra aguçada e sentei-me atrás dele.
-Inspira e expira fundo… -Aconselhei.
Apertei uma metade do limão fazendo com que o sumo caísse na ferida e…
-AAAAAAAAAAAIIIIIIIIIIIIHHHHHHHHHHH!!!!!! –Gritou quase matando-me de susto e quase que ficava surda.
-Coitados dos passarinhos, assustaste-os!
-Estás mais preocupada com os pássaros… -Reclamou.
Ri-me um pouco e continuei…
Só digo que ele gritava como se o estivessem a matar!
-Já está! Qué’ das ligaduras?
Ele suspirou.
-Ufa……. Estão aqui.
Cobri a ferida com as ligaduras e olhei para as que ele tinha no braço.
-Bem, a ferida que tens no braço não parece que ainda está a sangrar, já não tem aquela cor viva, sabes…
-Eu sei muita coisa… principalmente quanto dói usar sumo de limão numa ferida…
-Oh! Teve de ser! Isso já vai passar! –Entretanto lembrei-me da pérola. –Onde está a pérola?
-Não digas essa palavra! Não sabes o nome código???
-O quê??
-Anda cá… -Explicou-me ao ouvido. –Se por acaso estivermos a ser espiados não podemos dar sinais que somos nós quem tem a pérola, por isso temos de usar outro nome para ela!
-Qual nome?
-Cebola!
Comecei a rir-me só de imaginar-me a dizer “cuidado com a cebola!” “onde está a cebola?” e por aí fora… lol!

Espero que gostem!

2 comentários:

  1. minna, pra já ta com poucas estatisticas o capitulo, pf comentem ker seja para o negativo ou positivo :)

    Assim sei k leram e decido se continuo

    ResponderEliminar
  2. hello Haruna! Fique sabendo que amei a nova fanfiction!
    Continue assim bjs

    ResponderEliminar

Ao comentar estás a ajudar este blog, é um pequeno gesto que dá mais vida ao blog e com certeza me deixará feliz! :)

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...